quarta-feira, 23 de novembro de 2011

{Quotes} Elite da Tropa

"O país é ou não é uma merda? Se os pobres desdentados e negros descem o morro e fecham a avenida, a ordem é botar pra foder, baixar o cacete e, se o tempo fechar, atirar antes e perguntar depois. Agora, se são os filhinhos de papai da Zona Sul, lourinhos, com sobrenome de rua, o tratamento tem de ser cinco estrelas, policiamento vip, até porque, se o tempo fechar, a corda arrebenta do lado mais fracos... Naquele caso, do meu lado."
{pág 93}

"-Sabe como é, Saramago, um dia os negócios melhoram, no outro pioram. Esse nosso país não é sério. Falta estabilidade, equilíbrio, previsibilidade. (...) Não se pode confiar em ninguém. Especialmente no meu ramo, que, aliás, não anda muito bem. Sinto que há um esgotamento do bom e velho jogo do bicho."
{caradepaumente na página 218}

"Mas, secretário, diante das fontes pesadas de corrupção, como o tráfico de drogas e armas, o contrabando, a pirataria, a adulteração de combustível, a receptação de carga roubada e furtada, a segurança privada clandestina, o transporte ilegal, as maquininhas caça-níqueis, o bicho, diante de Sodoma e Gomorra, a munição contra o coronel Fraga é essa? Só essa? Não soa meio ridículo?"
{pág 258}

"— Secretário, por favor, o Amílcar não falou em tráfico— pondera Marquinho.
— Quadrilha. Que diferença faz?

— Mas que quadrilha, secretário? O Amílcar se referiu a um indivíduo.
— Um indivíduo que você, por acaso, conhece...
— Tá certo, conheço.
— Com quem, por acaso, você tem algum grau de interação, digamos, íntima...
— Próxima, secretário. Tenho uma interação próxima. Nada mais que isso.
— E próximo pra você não tem problema...? Próximo é tranqüilo? Próximo é bacana? Próximo de um bandido que trafica ecstasy?
— Não. O que eu quis dizer é que eu sou só um...
— Um parceiro, um chapa, um camaradinha, um amigo de fé do traficante."
{pág 247}

"
—Vamos ver, vamos ver se ele tá mentindo ou não. Vamos aplicar nele os métodos que ele nos ensinou."
{pág 255}

"Se não valer pra todos, eu não concordo, porque os bandidos de Bangu I são piores que os bandidos que os prenderam?"
{pág 284}

"— Acha saudável seu namorado ter-se submetido a isso? Acha bom ele ser membro de um grupo que se forma com esses métodos? Já se perguntou como é que agem os que são treinados pelo terror? Será que não agem aplicando os mesmos métodos?
— Renata, não sei se existe outro jeito de preparar uma pessoa pra enfrentar o que esses homens enfrentam."
{pág 286}
"Ele se emociona e agradece, e insiste, e volta a agradecer. No táxi, a caminho do hospital, ri quando se dá conta de que não está chorando pela dor, mas porque foi inundado pela gratidão. Nunca se sentira tão imerso num mar de fraternidade. E pensou como era engraçado ser invadido por ondas tão calorosas de amor, enquanto cuspia fragmentos de dente."
{pág 222}

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...