quarta-feira, 21 de março de 2012

{Eu li} Alice's Adventures in Wonderland, de Lewis Carroll

Alice's Adventures in Wonderland
Alice's Adventures in Wonderland  {As Aventuras de Alice no País das Maravilhas} | Autor: Lewis Carroll | Editora: Penguin Books {Penguin Popular Classics} |Complete and unabridged {integral} | Ilustrações originais de John Tenniel | Ano 1865 |• Pardon, hoje não há classificação.

AVISO: Essa "resenha" é completamente opinativa e tem por fim o entretenimento (diferente da maioria das outras resenhas do blog). Não achei muita graça em fazer uma resenha comum sobre uma história tão conhecida.  Meu foco foi o 'lado sombrio' da história e se eu estivesse louca não haveria tantas imagens ilustrando esse lado obscuro. 



Gente, que medo quando a Tartaruga de Imitação diz
que já foi uma tartaruga de verdade e muda de assunto!

Alice é personagem ilustríssima e seu universo foi editado centenas de vezes. Não faço nem ideia de quantas são as traduções aqui no Brasil, mas só no Skoob há mais de 41 edições cadastradas! Com isso a história ganha e perde muita coisa, por isso, depois de ler duas traduções completamente diferentes e infantis, optei por ler o livro integral em sua língua natal.  Vou me poupar e a vocês de ler toda uma sinopse, porque certamente todos a conhecemos e ir direto ao ponto.


A história de Alice é bastante complexa e agora entendi porque uma vez me foi negado!, haha. Eu tinha quatorze anos e estava apenas começando a ler livros adultos, achei estranho na época, mas é completamente entendível (a recomendação, não o livro). Realmente tenho minhas dúvidas sobre Alice ser uma história infantil. 
 Digo que são dúvidas, porque se tratando do livro acho que não se têm muitas certezas.Tudo bem que em 1800 eram outros tempos e não lembro quem disse que não devemos julgar outros tempos com a moralidade atual e, claro, naquela época muita coisa era bizarra, mas acho que Alice só se tornou infantil com a adaptação da Disney. Minha visão da história só piorou quando vi esse artigo na Veja.
Wonderful Illustration of Alice in Wonderland

 Ok, a quem não acredita, atesto a complexidade da história pelas inúmeras e mais diferentes interpretações que o livro oferece. Há conspirações de todo jeito, há quem diga que é uma alegoria à adolescência (a protagonista cresce e diminui como lhe convém), há quem diga que Lewis era pedófilo,  há quem faça interpretações oníricas (relacionadas ao sonho), encontram simbologias ocultas e metáforas de tudo que é jeito (tá, isso é comum com tudo hoje em dia), interpretações maliciosas e finalmente há os que acham que Alice teve, sim, uma baita duma viagem alucinógena! Como eu. Desculpa, mas eu não tive conhecimento filosófico, psicológico e histórico para enxergar mais que isso. 

Wonderful Illustration of Alice in WonderlandMais uma vez, justifico minha teoria, com minha interpretação dos fatos, é claro. Primeiro de tudo é que achei, mais que nonsense apenas, tudo muito bizarro. Vamos a alguns exemplos de porque fiz tal cinterpretação conspirativa negativa: a) Alice come pedaços de cogumelo e se sente leve para logo depois ter uma sensação de desespero, b) a Duquesa que vê moral em todas as histórias (mas não parece ter muita) não diz coisa com coisa, c) o bebê humano se transforma em porco no colo de Alice, d) os conhecidíssimos Chapeleiro e Lebre de Março, a Rainha e, o mais importante, e) A TARTARUGA DE IMITAÇÃO. Jesus amado, gelei quando aquele monstro com casco de tartaruga, pés de porco, rabo de leão e cabeça de cabra chorão diz brevemente que JÁ FOI uma tartaruga de verdade. Pelo amor de Deus, tem coisa mais bizarra? O que aconteceu com o pobre diabo pra ficar assim?!

É sim, incontestável o sucesso da história, mesmo não sabendo porque ou por quem foi causado, e principalmente sua influência na cultura pop, sendo uma das maiores o apressado Coelho Branco. Mas o conselho que dou é: não deixem um exemplar não-adaptado nas mãos de uma criança, haha. 



Por fim, deixo para vocês um artigo maravilhoso (confesso que ainda não li inteiro, mas já está no e-reader) que pode conter muitas respostas para o livro: Análise Interpretativa do Romance (Coerência), da professora de Língua Portuguesa e Literatura Bia Senday. E, me desculpe, professora, mas é claro que não sei se tudo o que está ali é certo, mas é muito interessante e coerente.
Não se engane. Alice era mal-criaaada. E prepotente como todas as
crianças e adolescentes. 

18 comentários:

  1. Nossa mãe! Que viagem!
    Juro, Bruninha que não sabia que esse livro era tão, aparentemente, confuso assim.
    Meus filhos jamais lerão Alice!
    Fiquei com muita vontade de ler, para tentar compreender um pouco mais.
    Mas definitivamente esse livro não me parece, de nenhum modo, um livro infantil. :/

    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meniiiina, nem fala! É muita doideira! Tudo bem que, como disse, em 1800 as coisas, mesmo infantis, eram bizarras mesmo, mas pros padrões de hoje é melhor eles lerem mais velhinhos mesmo, huahua. Deixa os adaptados pra infância, haha.

      Tem várias maneiras de ver o livro, mas pra mim foi uma baita duma viagem alucinógena e vejo pleno sentido nas "ilustrações bizarras" que fazem de Wonderland, haha.

      Beijos e obrigada sempre! ^-^

      Excluir
  2. Belo texto.
    Acho que é por toda essa loucura que o livro é tão atraente, eu adoro!
    Bjusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cinthia! =}
      Sabe que pode ser mesmo? Hahua. E porque cada um pode interpretar de uma maneira diferente. É tão intrigante quanto a eterna dúvida: Capitu traiu Bentinho? :B

      Beijo!

      Excluir
  3. mimimi...

    não leia nenhum conto de fadas então, pois vc pode interpretar todos assim. agora, isso aqui é um blog de verdade, afinal, você expos sua opinião sem medo de críticas (sim acho sua interpretação péssima e risível) sem querer agradar aos leitores. parabéns ao menos por isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Aliás, o que quero há algum tempo é uma polemicazinha aqui, hauhua. Por ser um conto extremamente conhecido e batido, me permiti dar minha opinião quase estritamente pessoal. Nem meu namorado gostou muito disso, mas enfim... achei o livro (sem muitos conhecimentos prévios para análise) bizarro e não iria colocar mais uma resenha comum sobre um livro conhecidíssimo no Ocioso, seria propaganda enganosa.

      E obrigada pelos parabéns, hahua.

      Excluir
  4. Meu, eu li o livro, inclusive o tenho. Eu gostei, achei bem interessante, pois são coisas que saem bastante do tradicional, é bem louco e as vezes um pouco complicado de se entender, porém, eu achei um bom livro. Só é bem difícil de se compreender o que se passava na cabeça do Lewis Carroll. Enfim, tem muitas outras versões que são adaptadas para as crianças. E mesmo que algum dia alguma criança se atrevesse a ler o livro super bizarro, não entenderia muita coisa, ou coisa alguma. De toda forma, eu gosto bastante do livro.

    @Stephanie_olivr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, Alice tem algo que prende todo mundo, né? Eu gosto muito da personagem, se não a original, gosto da que tornaram famosa, do símbolo. É difícil entender qualquer autor, aliás, o problema mesmo (e sua glória) é quando é difícil entender sua obra. Ao fim do post deixei um link para uma análise com muitas respostas, servem pra amansar a curiosidade. :)

      E obrigada! ^-^

      Excluir
  5. Admiro seu espanto, pois todos temos sonhos assim, desde a infância... Você tem um apito na mão e, de repente, se torna uma flor. Ou se vê sem roupa no meio da sala de aula, e ninguém repara. Será que é porque está todo mundo chapado de cogumelo? Faça-me o favor, não?! Se for o "funk do catuca" não tem problema...
    Além do fato de vocês subestimarem a capacidade de interpretação das crianças. Crise de identidade aos dez, doze anos, ninguém aqui teve? Sentir os braços esticando como se fossem de borracha, um par de seios ou um monte de pêlos pelo corpo que apareceram da noite para o dia, isso não é familiar para vocês? Acho que estou no planeta errado, então.
    Não é à toa que Michel Teló ganha tanto dinheiro neste país...
    Que lástima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maior probabilidade é de você não ler isso, mas como seu blog não aceita comentários vou dizer mais "aqui em casa" mesmo. Você infelizmente não está no planeta errado, porque são visíveis seus pré-conceitos achando que as autoras do blog ouvem o funk do catuca (que já que não é famoso, não conheço, e logo você deve ouvir bastante funk)e Michel Teló só porque você se acha a única pessoa 'cult' que não ouve tais coisas. E eu sei como é isso, hauhaha.

      Para falar desse jeito, você deveria ter feito o esforcinho de dar uma olhada geral nos posts para saber com que tipo de pessoa você está lidando.

      E se você não viu, deixei um link para uma análise do romance, onde você veria que nada é por acaso (e nem poderia ser, já que o autor quando o escreveu estava lúcido e não sonhando).

      Um beijo, e preste um pouco mais de atenção.

      Excluir
  6. Sempre achei Alice e O pequeno príncipe, MUITO ADULTOS ( Até demais mesmo ) pra serem livros infantis .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente! Li O Pequeno Príncipe ainda pequena, mas já achei ele ir embora daquele jeito sofrido demais pra um livro infantil, haha.

      Excluir
  7. Eu cresci assistindo os filmes da Alice, e agora depois de grande fiquei com muita vontade/curiosidade para ler o livro !! E devo confessar que AMO Alice no país das maravilhas !! <3

    Bjs, Marina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Marina! Mas é viciante, porque as traduções são tantas, que logo vc vai querer ler o original como aconteceu comigo, haha.

      Beijo!

      Excluir
  8. se vc acha assustador a historia e pq vc ainda n viu a tradução da musica Alice Human Sacrifice(hitobashira Alice) do Vocaloid, e assustador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, obrigada pela indicação! :)
      Adorei a história que eles criaram baseada em Alice e o jeito como eles cantam realmente dá um friozinho...

      Beijo!

      Excluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...