quarta-feira, 7 de março de 2012

{Eu li} O Evangelho Segundo Jesus Cristo, o livro censurado de José Saramago


O Evangelho Segundo Jesus Cristo
José Saramago
Editora Cia de Bolso
Páginas 374
Romance
Por desejo do autor foi mantida a ortografia vigente de Portugal.



"Meu filho, Diz, Não sei onde foste, tão novo, buscar essas ideias, essa ciência, E eu não saberia dizer-to, talvez os homens nasçam com a verdade dentro de si e só não a digam porque não acreditam que ela seja a verdade."

Sou tentada a começar de modo apelativo: este foi o livro que, censurado, fez Saramago sair de Portugal e viver em Lanzarote na Espanha. E é assim mesmo que começo. Nem tanto pela apelação, mas pra dar uma ideia de o que é o livro. 

Mexer na ferida aberta chamada religião nunca foi algo seguro e convenhamos que José Saramago foi um escritor que sempre gostou de "arrancar a casquinha". Quando não conhecia direito o autor, eu que não sou muito dada a religiões, até torcia o nariz para títulos como Caim, Memorial do Convento e o próprio Evangelho Segundo JC. Então, falar de religião é um negócio perigoso, sobretudo em se tratando da figura ilustríssima que é Jesus de Nazaré. Confesso que até eu fiquei um pouco constrangida no começo. 


Bem, para começar realmente a falar sobre o livro, tomo emprestadas as palavras da contracapa.O livro é tão bem escrito que parece que nunca antes ouvimos a história de Jesus. Claro, há os apóstolos, João Batista, José e Maria e para minha surpresa os milagres foram mantidos. Surpresa que acabou em algumas páginas, sendo que sem os milagres o propósito de criticar e questionar o divino iria por água abaixo. Mas, é claro que se tudo se mantivesse igual não seria necessário outro livro! É por isso que Jesus viveu tempo sob os cuidados do Diabo, viveu com Maria de Madagla (aqui ex-prostituta sim), Maria não era virgem e teve muitos filhos. Isso sem contar alguns trechos cômicos que desrespeitariam a I
greja. Acha motivo pouco pra Ela implicar? Tem mais então! Saramago põe em cheque um Deus vaidoso em uma conversa entre Jesus, Deus e o Diabo

O evangelho segundo Saramago pulou para o teatro com adaptação de Maria Adelaide Amaral e parece que vai ter adaptação cinematográfica. 

Além da obra
 que critica o novo testamento, Saramago escreveu, em 2009, Caim que questiona e ironiza o antigo testamento. Os dois deram muito o que falar, você pode ver algumas reportagens (com citações... bem... sinceras do autor) aqui:
José Saramago usa Caim para atacar Deus (ai, essa foi de doer)
Igreja Católica critica novo livro de José Saramago
Saramago redime Caim em novo romance
___________________________________ 


O AUTOR
José Saramago atuou como crítico literário em revistas e trabalhou no Diário de Lisboa. Acuado pela ditadura de Salazar, a partir de 1976 passou a viver de seus escritos, inicialmente como tradutor, depois como autor.  Iniciou sua atividade literária em 1947, com o romance Terra do Pecado.

Em 1991, publica O Evangelho Segundo Jesus Cristo, livro censurado pelo governo português - o que leva Saramago a exilar-se em Lanzarote, nas Ilhas Canárias (Espanha), onde viveu até a morte. Foi ele o primeiro autor de língua portuguesa a receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998.


Foi galardoado com o Nobel de Literatura de 1998

3 comentários:

  1. Parece bem interessante, não conhecia

    Linkicha - Agregando ótimos links: www.linkicha.com.br

    ResponderExcluir
  2. Saramago sempre foi um dos meus escritores favoritos. infelizmente certos políticos portugueses, muito amigos da igreja diga-se de passagem, fizeram com que Saramago saísse do país com suas ações e tentativas patéticas de censura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Por coisa pouca perderam um grande escritor/cidadão.

      Excluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...