sexta-feira, 6 de julho de 2012

{Eu li} Doidas e Santas - Martha Medeiros


Doidas e Santas, Martha Medeiros
232 páginas
Ano 2008
Editora L&PM
Literatura brasileira, contos e crônicas

Este foi meu primeiro contato direto com a obra de uma das queridinhas das blogueiras, a Martha Medeiros. Porém, beem antes de sair esbarrando em quotes da autora pelos blogs, fiz um teste em uma revista que revelava que livro você era e, adivinhem, a resposta foi Doidas e Santas, livro da Martha. 

Gostei do nome e mais ainda da capa que é um bapho! Adorei ser ligada ao livro. Quem sabe não foi aí que eu comecei a querer ser uma pin up quando eu crescer?, rs. Entretanto, ainda demorariam anos até que eu lesse, justamente porque a Martha ficou mainstream. :O
Depois de muito tempo com o livro na lista de "vou ler" resolvi começar. Isso foi por volta do meio do ano passado e eu só fui terminar de ler no começo deste (!).


 Isto porque o livro é formado por crônicas e gosto de ler esse tipo de livro aos poucos. Ok, ok! Na verdade, só fui terminar de ler porque na época estava lendo Johnny vai à Guerra e, pra dar um quebrada na tristeza, lia uma ou duas crônicas da Martha.
Taí. Esse é o ponto forte da autora, pelo menos no meu ponto de vista (nunca fiz as estatísticas sobre os quotes favoritos dos blogueiros). As crônicas de Doidas e Santas são divertidas, alto astral, com cara de conversa entre amigas, têm um olhar maduro e simples sobre o cotidiano. Além disso, o livro trás algumas conversas sobre filmes que ela viu e livros que leu. O interessante dessas "conversas" é que em vez de falar apenas sobre a obra que conheceu, ela faz paralelos entre a obra e coisas da vida real, usando o título do livro ou filme como uma espécie de introdução à reflexão que se desenrola a partir dali.

Essas foram minhas primeiras impressões de e com Martha. É uma mulher culta, inteligente, moderna e comum, de carne e osso. Talvez por isso seja a princesa dos blogueiros (a rainha seria Clarice, haha).

____________________________________________________________________________
Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade, tenho trabalhado como redatora e diretora de criação em vária agências daquela cidade. Em 1993, a literatura fez com que a autora, que nessa ocasião já tinha publicado três livros, deixasse de lado essa carreira.
Seu primeiro livro, Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense - São Paulo, foi o primeiro de seus trabalhos publicados. Seguiram-se Meia noite e um quarto (1987), Persona non grata (1991), De cara lavada (1995), Poesia Reunida (1998), Geração Bivolt (1995), Topless (1997) e Santiago do Chile (1996). Seu livro de crônicas Trem-Bala (1999), já na 9a. edição, foi adaptado com sucesso para o teatro, sob direção de Irene Brietzke. A autora é casada e tem duas filhas.

2 comentários:

  1. Tá aí um livro da Martha que eu não conhecia! Ele parece ser um livro muito divertido!
    To precisando ler um livro assim... Curti a dica.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Olha só! Foi o primeiro que eu conheci pelo teste da revista lá, hauhua. É muito bacana, bem alto astral. Como eu disse, li enquanto estava lendo outro livro bastante pesado e ajudou a não ficar tão deprimida, ahuhau.

      Beijos!

      Excluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...