quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

{Analisando} 50 tons de cinza x A amante do lobo

  Aproveitando o clima e preparando o clima do blog para a resenha de 50 tons de cinza, de E. L. Smith, resolvi falar um pouquinho do livro A amante do lobo, da brasileira Ana Paula Fohrmann. A amante do lobo foi um livro que eu li no 2° ano do ensino médio, passado para a turma por minha professora de português, e óbvio era um tema que eu não estava nem um pouco interessada na época, mas li para fazer a prova.

  A principal semelhança que encontrei entre os dois livros foi  que os dois querendo ou não acabam retratando o papel da mulher na sociedade atual. Em A amante do lobo a questão é bem clara e centralizada"afinal, a mulher é submissa ou não?". Já em 50 tons de cinza a questão fica bem mais nas entrelinhas e se querem saber dúvido muito que a autora se quer pensou em levantar essa ideia, mas, de qualquer forma, acho que qualquer bom leitor ou leitora que fizer uma leitura detalhada e atenciosa vai perceber esse ponto.
  Infelizmente, por causa da faculdade, ainda não consegui acabar de ler o 50 tons. Porém, até agora achei Anastácia incrivelmente idiota e submissa, além de claro, totalmente inexperiente em tudo na vida para alguém de vinte e um anos. Tirando talvez a parte do inexperiente, Simone, a personagem de Fohrmann, se iguala à Anastácia quando o assunto é submissão.
   Espero muito que Anástacia sofra uma grande reviravolta em sua vida, assim como Simone sofreu. Afinal, apenas acontecimentos marcantes ou mesmo a experiência a longo prazo nos fazem mudar nosso ponto de vista.

6 comentários:

  1. Estou te seguindo! Belíssimo layout, e ótimo post Já li 50 tons de cinza, minha próxima escolha será A amante do lobo. KK um abraço http://www.soltemoverbo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar do livro A Amante e o Lobo. Acho muito interessante levantar essa questão uma vez cada vez mais a mulher conquista o seu espaço porém a imagem feminina foi brutalmente modificada. Sempre fica a questão se isso é bom ou ruim. Eu não tenho opinião formada por isso livros como esse são bons!!!

    Feliz Natal,

    Alisson
    contandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ambos parecem livros maravilhosos, porém ainda tenha receio de ler 50 tons por causa do apelo sexual que ele tem, não me sentiria muito confortável lendo-o por aí, pelo menos não por enquanto.

    ResponderExcluir
  4. Eu estou simplesmente louca pra ler esse livro! Não vejo a hora de comprar ele!

    ResponderExcluir
  5. Bom, não consegui finalizar a leitura de 50 tons de cinza, nem dar continuidade à trilogia :/. Acho que a onda erótica ainda não havia me atingido. Hoje estou lendo Um Olhar de Amor, livro hot lançado pela Editora Novo Conceito e pelo que pude perceber, a autora descreve mais o romance dos personagens do que o lado sexual do mesmo. E quando o faz, é de maneira leve e sem palavras de baixo calão. Estou gostando bastante e creio que se a autora de 50 tons tivesse ao menos preparado um pouco melhor a escrita, o livro teria sido um total sucesso, inclusive entre as pessoas que tanto o criticam.

    ResponderExcluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...