quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

{Eu li} O Pacto, Joe Hill


Música, muuuuuita música pra acompanhar esse livro! (E a caneta para anotá-las)

O Pacto (Horns), Joe Hill | 2010 | Editora Sextante | 319 páginas | LEIA OUVINDO A PLAYLIST
Assim como em A Estrada da Noite, Joe Hill nos conta em O Pacto uma história "from hell". Só que agora, digamos que... literalmente. É que desta vez o autor nos apresenta ao diabo em pessoa.

Como diz a capa, "quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim". E um ano depois da morte da namorada, Iggy acorda bêbado e com chifres.

Né, Joe? Desnecessário dizer que eu  adorei essa foto.



Ignatius Perrish era um homem que não faria mal nem a uma mosca. Ele encontrou o amor de sua vida ainda na adolescência e ao decorrer da história deles você poderia imaginar que isolada, poderia ser a trama de um romance estilo Nicholas Sparks. Ou quase... O negócio é que ele era um cara bonzinho e aí a Merrin, essa namorada dele é brutalmente estuprada e assassinada. Como no dia o casal teve uma briga, todos acham que Ig cometeu o assassinato.


Como todo bom demônio Ig ganha poderes. Ao ver seus chifres ninguém resisti a contar seus piores e mais secretos pecados a ele e sua família não foi exceção. Descobrindo o assassino o diabo parte para a vingança, como não podia deixar de ser. E aí está uma grande sacada: não foi o diabo que matou Merrin, foi um homem comum.

Esse fato nos leva a uma reflexão, ainda que superficial, sobre como as fronteiras do bem e do mal não são tão nítidas e sólidas e não devem ser tratadas como tal. O crucifixo de Merrin mesmo é um símbolo muito presente e importante no livro. E não é para protegê-la, para esse propósito ele serve muito mais ao diabo, contradizendo o imaginário popular. 

Além disso, as cenas grotescas que às vezes chegam até a ser cômicas, merecem um grande destaque e prêmio pra imaginação e audácia do autor. Imaginem só: o diabo de sainha azul. 

Seduziu.
Assim como em A Estrada da Noite, neste livro Joe também cita várias músicas e bandas e eu adoro isso! Principalmente quando é uma música que conheço, haha. Dessa vez conhecendo esse ponto forte do autor, tratei de anotar todas e fiz com elas uma playlist. Se não ouviu ainda, clique aqui.

E adivinha só uma coisa? O Pacto logo estará nas telonas com o Daniel Radcliffe como Ig Perrish! Tudo bem que eu achei os chifrinhos dele mirradinhos, mas estou louca pra poder assistir logo. Aliás, ele não está ACARA do Jack Torrance de O Iluminado que muito coincidentemente foi escrito pelo pai do Joe? Meeeeedo, Daniel!!

Então O Pacto é isso: muita imaginação, fogo e bom rock n' roll. Obrigada à Editora Sextante que disponibilizou esse exemplar para divulgação!

5 comentários:

  1. Já vi esse livro em muitas promoções do Sub, mas nunca tinha me chamado atenção! Legal a resenha, agora sei o que esperar (e ele acabou de entrar na lista de leituras próximas... só não sei quando).

    O lay tá lindo!

    Beijos,
    Miriam - Booker Queen!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, poxa, e eu que via sempre Cidade da Penumbra em promoção, nunca dei bola e agora tou querendo? hauhua

      Beijos e obrigada!

      Excluir
  2. Ainda não li, mas do autor eu amo "A estrada da Noite"
    Amei sei blog, estou seguindo!
    Visite: http://blognerdental.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Se tiver oportunidade leia O Pacto também :D

      Excluir
  3. Meninas ele esta essa semana na promoção no submarino.com por 9,90

    http://moradadolivro.blogspot.com.br

    bjoss

    ResponderExcluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...