sábado, 15 de fevereiro de 2014

{Eu li} Por toda a eternidade - Kristin Hannah

"TullyeKate. Você e eu contra o mundo. Melhores amigas para sempre"


  A história é muito boa. Mesmo. Acho que nunca li um livro que falava de uma amizade tão forte e duradoura. Aliás, nunca li um livro que falava evidenciava quão profunda pode ser uma amizade e como ela pode nascer através de situações inoportunas.

  Pela sinopse, vocês devem saber, Tully e Kate são amigas desde os quatorze anos. Quando a mãe de Kate conheceu a problemática mãe de Tully, a intitulada por si mesmo como "Cloud", Cloud está absolutamente chapada. Fiquei realmente surpresa por a mãe de Kate, Margie, permitir que a amizade entre as meninas continuasse, mas para a sorte de Tully, ela deixou.

  Com o passar dos anos, Tully e Kate se tornam melhores amigas, conversam sobre tudo, vão para a mesma faculdade...Enfim, estão sempre juntas.Se tornam TullyeKate. Kate acompanha Tully em sua incrível busca pelo sucesso no jornalismo e de quebra conhece o amor de sua vida, Johnny que se torna o produtor de Tully e pai de seus três filhos, Lucas, Will e Marah.

  Tudo parece e é perfeito até que um câncer aparece na vida de Kate consequentemente em todas as vidas ao seu redor. A luta de cada dia contra a dor e a doença vai aos poucos acabando com a felicidade que os cerca assim como o ânimo também. Até que acontece.

  Se tudo estava ruim com apenas a chegada da doença, após a morte de Kate tudo desaba. Não só para Johnny que simplesmente não sabe como lidar com a perda, a dor e com as verdadeiras necessidades de seus filhos, como também para Tully a mulher que foi constantemente abandonada pela mãe e que teve de correr atrás de tudo em sua vida. A morte da amiga a deixa desamparada, completamente sem chão e quando ela se dá por si ela se vê deprimida e caindo de um jeito que jamais imaginaria.

  Esta é a minha primeira leitura da Kristin Hannah.

  Quando comecei, achei que seria muito parecido com As violetas de março. E, de fato, algumas partes são mesmo. Como por exemplo a história se passar ora em Seattle, ora em Bainbridge Island e também o foco na amizade.

  E então, embalada por esse pensamento continuei a leitura. Peço desculpas às fãs da Hannah, mas acho que ela focou muito na parte depressiva da história. Escreveu páginas demais voltadas para a tristeza.

Kristin Hannah
  Tudo bem, é um livro triste. Um livro que aborda morte e tudo o mais, mas precisava mesmo estender tanto assim a tristeza? Até mesmo quando a autora muda o ponto de vista da história, no caso a personagem que a narra, o que devia deixar a narrativa mais dinâmica, a história em si não flui muito.

  Só senti mesmo a história fluir quando cheguei mais ou menos na metade do livro. Que foi justamente a parte na qual acontecem diversas reviravoltas que eu jamais poderia imaginar.

  Recomendo a leitura a todos, principalmente a quem tem melhores amigos. Depois de uma leitura como esta, fica praticamente impossível não dar valor à tudo ao nosso redor.

  Achei interessante compartilhar com vocês. Por toda eternidade é o livro dois. O primeiro livro desta duologia é o Amigas para sempre, que foi lançado no Brasil pela Editora Arqueiro. Fiquei triste por só descobrir isso depois que li o segundo livro rs. Mas com certeza vou correr para ler o primeiro e compartilhar com vocês também :}

Um comentário:

  1. Oi :)

    Eu me interessei muito por esse livro agora com sua resenha. Eu estou louco para ler Violetas de Março e saber que esse é meio parecido me deixa com o pé atrás. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário alimenta nosso blog, então aproveitem esse espaço e digam o que estão achando. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...